Empresas prometem combustível mais barato

Posted By: admin on mai 11, 2011 in Blog

As duas maiores distribuidoras de combustíveis do País prometem para hoje “uma grande redução de preços” da gasolina e do etanol para os revendedores do Estado de São Paulo. A BR e Ipiranga, que representam mais de 3 mil dos 8,7 mil postos do Estado de São Paulo, enviaram ontem comunicado aos seus revendedores anunciando uma “grande redução” nos preços dos dois combustíveis.

O comunicado, enviado pelas distribuidoras por e-mail e via SMS, serviu para que os revendedores adiassem os pedidos de terça para quarta-feira. “Estão todos esperando pela queda”, disse o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo, José Alberto Paiva Gouveia.

O aviso, no entanto, não especificou a porcentagem da redução, se limitando a informar que a queda será grande para os dois combustíveis. O envio de torpedos pelas distribuidoras anunciando alterações tanto de baixas como de altas nos preços dos combustíveis é comum.

“Foi o puxão de orelhas da Petrobrás”, afirmou Gouveia, ao lembrar das declarações do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, prometendo a queda de preços para a última segunda-feira, o que não ocorreu.

“Ele já havia dito que usaria a Petrobrás e está fazendo isso. A Petrobrás, por sinal, se tornou uma espécie de fiel da balança do mercado”, completou Gouveia. Para ele, a redução é uma tentativa do governo de reduzir os índices inflacionários de maio. “Resta saber a que preço”, questionou.

Forçada. “Esse tipo de atitude é na verdade uma forçada de barra da Petrobrás para apressar a queda dos preços, que deve ocorrer firmemente a partir da segunda quinzena de maio”, completou.

De acordo com Gouveia, se os preços realmente apresentarem queda confiável é possível que o exemplo seja seguido pelas outras grandes distribuidoras. “Elas não terão alternativa senão seguir a concorrência”, explicou. Segundo o presidente do sindicato, a queda já é sentida nas pequenas distribuidoras, cujos estoques são menores e já receberam o etanol produzido na safra de 2011/2012, iniciada em meados de abril.

“Essas distribuidoras inclusive já reduziram os preços do etanol e também da gasolina, uma vez que houve oferta maior de álcool anidro, cujo preço, assim como do álcool hidratado, vem caindo”, afirmou. O preço médio da gasolina recuou cerca de R$ 0,05 e o do álcool hidratado em R$ 0,02 o litro para os postos, disse.

A assessoria da BR informou que a distribuidora não faria comentários sobre reduções de preços e sobre as declarações de Lobão, mas o recuo pode estar atrelado ao aumento da oferta de etanol e à redução da mistura do anidro à gasolina.

Até o fechamento desta edição, a assessoria da Ipiranga não tinha dado o retorno à reportagem.

Fonte: Estadão

 

Comments are closed.